Algumas razões para o equipamento não estar funcionando como o desejado


Trabalho a seco

Para que o sistema de bombeio de cavidades progressivas funcione dentro da faixa de vazão e pressão para as quais foi projetado, é necessário que o rotor seja montado com interferência dentro do estator. No entanto, essa interferência faz com que o conjunto tenha que trabalhar lubrificado. Caso contrário ocorre a queima da borracha. Nesse caso a única solução presente é a substituição do estator. A figura 1 mostra um estator danificado por trabalho a seco.

Figura 1 – Estator danificado devido ao trabalho a seco

 


Cavitação

A cavitação é um dos maiores problemas que existe no mundo da transferência de fluidos. Quando não há a pressão absoluta necessária na entrada na bomba, criam-se pontos de menor pressão dentro do equipamento, o que faz com que o fluido ciclicamente evapore e condense, causando forte vibração. As principais causas da cavitação são: tubulação de sucção de diâmetro menor do que o necessário para a bomba, perda de carga demasiada não prevista no projeto da linha e a restrição de fluxo na entrada por válvulas. Para que a bomba não cavite o NPSH disponível da rede deve ser maior que o disponível. A figura 2 mostra a falha precoce da haste causada pela cavitação.

Figura 2 – Quebra de haste causada pela cavitação

 


Rotação acima da recomendada pela VALGE

É muito comum e saudável hoje, existir inversores de frequência para que se consiga controlar o fluxo de vazão da bomba, bem como se consiga partir o equipamento de maneira suave. No entanto, vale lembrar que para fluidos viscosos a rotação recomendada sempre é mais baixa, a definir pelo critério do fabricante. A figura 3 ilustra o limite de rotação com o incremento da viscosidade.

Figura 3 – Gráfico ilustrativo do limite de rotação com o incremento da viscosidade

 


Arrancar bruscamente

Arrancar diretamente de forma brusca pode comprometer seriamente a durabilidade das peças internas da bomba, como haste flexível e eixo motriz bem como as engrenagens e rolamentos do motoredutor. Para maior durabilidade do equipamento que se use um soft starter ou inversor de frequência devidamente regulados para acionar a bomba suavemente.

Figura 4 – Inversor de frequência WEG

 


Sobre a VALGE

A VALGE® é uma empresa brasileira, com sede em São Leopoldo, Rio Grande do Sul. Tem suas atividades voltadas para o projeto, desenvolvimento, fabricação e comercialização de Bombas de Cavidades Progressivas de fundo e de superfície, cabeçotes de acionamento para bombas de cavidades progressivas e peças de reposição para a indústria do petróleo. Nossa missão é desenvolver produtos e serviços com alto padrão de qualidade e confiabilidade usando profissionais qualificados e tecnologia adequada às exigências do mercado.